XIII Domingo do Tempo Comum – Ano A

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus (Mt 10, 37-42)     

Ideia principal: Os discípulos-missionários identificam-se com Jesus, fazem d’Ele a sua referência e seguem-nO. Quem os acolhe, acolhe Aquele que os envia.

– Estamos na parte conclusiva do “discurso da missão”, o segundo dos cinco discursos que estruturam o Evangelho de Mateus. Na primeira parte (vv. 37-39) apresentam-se, de forma radical, as exigências para o seguimento de Jesus: a ruptura com a família e a Cruz, ou seja, a doação de si próprio… sempre!; na segunda parte, Jesus fala da recompensa destinada aos que acolhem o discípulo, por ser discípulo.

– Quem são os discípulos-missionários? Mateus identifica quatro grupos de pessoas: os apóstolos, os profetas, os justos e os pequeninos. Membros da comunidade cristã, têm por missão anunciar a Boa Nova de Jesus; e porque se dão para o serviço do “Reino” devem ser acolhidos com generosidade e amor.

– Percebe-se como é importante o acolhimento de quem anuncia o Evangelho: nas palavras do discípulo ressoa a voz do Mestre e, por Ele, a do Pai… “Acolher”, é a palavra-chave… aparece 6 vezes em 2 versículos(41-42). Não se trata apenas de uma hospitalidade material, mas do acolhimento da mensagem. De certo modo, quem acolhe o profeta, torna-se profeta também, pelo que merece recompensa de profeta!

Rezar a Palavra e contemplar o Mistério

Senhor Jesus que nasceste e cresceste no seio de uma família, obrigado por não admitires nunca as “meias-tintas”… Peço-Te, Senhor, que não deixes que a família ou outros afectos impeçam uma resposta coerente ao desafio do “Reino”; ou que a “mundaneidade” me desvie da Cruz do discipulado. Torna-me capaz de Te reconhecer e de Te acolher em todos aqueles que me envias como servos da Tua Palavra. Amem.

EVANGELHO – Mt 10, 37-42

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos:
“Quem ama o pai ou a mãe mais do que a Mim, não é digno de Mim;
e quem ama o filho ou a filha mais do que a Mim, não é digno de Mim.
Quem não toma a sua cruz para Me seguir, não é digno de Mim.
Quem encontrar a sua vida há-de perdê-la;
e quem perder a sua vida por minha causa, há-de encontrá-la.
Quem vos recebe, a Mim recebe;
e quem Me recebe, recebe Aquele que Me enviou.
Quem recebe um profeta por ele ser profeta, receberá a recompensa de profeta;
e quem recebe um justo por ele ser justo, receberá a recompensa de justo.
E se alguém der de beber,
nem que seja um copo de água fresca,
a um destes pequeninos, por ele ser meu discípulo,
em verdade vos digo: não perderá a sua recompensa”.