Leitura da Primeira Epístola de São Pedro (1 Ped 2, 4-9)

Ideia principal: A Igreja é a comunidade que nasce de Jesus, “templo espiritual”, do qual Ele próprio é a “pedra angular” e os cristãos “pedras vivas”.

– A 2ª Leitura da missa, como tem acontecidos nos últimos domingos, extraída 1ª Carta de Pedro, fundamenta aquilo que nós acreditamos acerca da Igreja. Através de um deraxe, ou seja, uma actualização de textos do Antigo Testamento, são transpostos para a Igreja, novo Povo de Deus, os privilégios do antigo Israel, a saber: a eleição, a consagração e a missão de “anunciar os louvores d’Aquele que vos chamou…”.

– No Salmo 118 (v. 22), foi anunciado que a pedra rejeitada pelos homens, Deus a colocaria no alicerce de uma nova casa. Tudo se cumpriu na Páscoa de Jesus… rejeitado, o Pai não O deixou ficar na morte. Ressuscitou-O e fez d’Ele a pedra angular de um Santuário imaterial – a Igreja; dela, os Apóstolos são o alicerce e os batizados são as “pedras vivas” e sacerdotes de um novo culto espiritual, agradável a Deus.

– Esta “construção” será rejeitada pelos homens, numa alusão às dificuldades que os crentes em geral e os destinatários da carta em particular encontram na vivência e no testemunho da sua fé. Mas, para Deus, esta comunidade/Templo será uma “geração eleita, sacerdócio real, nação santa” capaz de oferecer sacrifícios espirituais: uma vida santa, vivida na entrega a Deus e no dom aos irmãos.

Rezar a Palavra e contemplar o Mistério

Jesus, pedra rejeitada pelos homens, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus, fundamento de um edifício espiritual feito de pedras vivas, todos aqueles que, pelo batismo, “são povo adquirido por Deus”, um povo de sacerdotes, profetas e reis. Senhor, membro desse povo, quero hoje interceder por todos aqueles que escolheram continuar a viver como pagãos; para que se convertem a tempo e salvem. Amem.

LEITURA II – 1 Ped 2, 4-9

Caríssimos:
Aproximai vos do Senhor, que é a pedra viva,
rejeitada pelos homens,
mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus.
E vós mesmos, como pedras vivas,
entrai na construção deste templo espiritual,
para constituirdes um sacerdócio santo,
destinado a oferecer sacrifícios espirituais,
agradáveis a Deus por Jesus Cristo.
Por isso se lê na Escritura:
«Vou pôr em Sião uma pedra angular, escolhida e preciosa;
e quem nela puser a sua confiança não será confundido».
Honra, portanto, a vós que acreditais.
Para os incrédulos, porém,
«a pedra que os construtores rejeitaram
tornou se pedra angular»,
«pedra de tropeço e pedra de escândalo».
Tropeçaram por não acreditarem na palavra,
à qual foram destinados.
Vós, porém, sois «geração eleita, sacerdócio real,
nação santa, povo adquirido por Deus,
para anunciar os louvores»
d’Aquele que vos chamou das trevas para a sua luz admirável.