Leitura da 1ª Epístola do Apóstolo São Paulo aos Coríntios (1 Cor 12,3b-7.12-1)

Ideia principal: O Espírito é a fonte de onde brotam os dons que enriquecem a comunidade, pelo que não podem ser usados para benefício pessoal, mas para o serviço de todos.

– Pelo contexto do trecho lido, adivinha-se que a comunidade de Corinto não era exemplar na prática da caridade. Questões em torno dos “carismas” (dons que Espírito concede a alguns para proveito de todos), geram divisões. Os detentores de dons carismáticos, consideravam-se os “escolhidos” de Deus, usando de prepotência na comunidade. Paulo, em Éfeso, tem conhecimento da lamentável situação, e intervém.

– Paulo começa por indicar um critério de discernimento que permite determinar se os carismas são verdadeiros; sendo-o, é manifesta a presença do Espírito na comunidade. Na verdade, são dois, os critérios… Quem fala faça-o movido pela confissão de fé em Jesus, que é Senhor, isto é, verdadeiro Deus; por outro, o ato de fé é fruto da ação do Espírito Santo, que, pelos seus dons, aperfeiçoa essa mesma fé.

– Numa comunidade congregada em torno da pela fé em Jesus, o Espírito Santo está presente e suscita diversos dons, ministérios, operações. Apesar da diversidade, é fácil reconhecer uma única fonte que a origina: o mesmo Espírito que suscita os carismas, aperfeiçoa a fé, submete os fiéis à soberania de Jesus e lhes dá capacidade para O servirem na Igreja, que é “um só corpo”, onde não podem haver divisões.

Rezar a Palavra e contemplar o Mistério

Ó Espírito Santo, Tu alimentas e dás vida ao “corpo de Cristo”, a Igreja; Tu fomentas a coesão, dinamizas a fraternidade, fazes a comunhão; oh, “Pai dos Pobres”, presente na comunidade, por Ti professo a fé em Jesus e me submeto à Sua soberania; nunca pedi algum dom extraordinário, mas Tu, “Distribuir de Dons”, me concedeste alguns. Saiba eu, na Tua Luz, reconhecê-los e colocá-los ao serviço dos irmãos. Amem.

LEITURA II – 1 Cor 12,3b-7.12-13

Irmãos:
Ninguém pode dizer «Jesus é o Senhor»
a não ser pela ação do Espírito Santo.
De facto, há diversidade de dons espirituais,
mas o Senhor é o mesmo.
Há diversas operações,
mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
Em cada um se manifestam os dons do Espírito
para o bem comum.
Assim como o corpo é um só e tem muitos membros
e todos os membros, apesar de numerosos,
constituem um só corpo,
assim também sucede com Cristo.
Na verdade, todos nós
– judeus e gregos, escravos e homens livres –
fomos batizados num só Espírito,
para constituirmos um só Corpo.
E a todos nos foi dado a beber um único Espírito.